INÍCIO EMPRESA PRODUTO BORRACHA NATURAL CERTIFICAÇÕES INFORMATIVO LOCALIZAÇÃO ATENDIMENTO
 
 
  INFORMATIVO   Acompanhe nossas principais atividades  
 
Categorias
  • Eventos (3)
  • Mundo da Heveicultura (0)
  • Notícias (5)
  • Responsabilidade Ambiental (0)
  • Responsabilidade Social (3)
  • Responsabilidade Sociocultural (0)
  •  
    Pesquisar
     
    Arquivo
  • Confira todas as postagens
  •  
    Postagens relacionadas
    Em: 25/09/2015 19:13:56
  • AGRO INDUSTRIAL TUBERÁ COMEMORA 43 ANOS!
  • Em: 04/12/2013 14:18:33
  • Agro Ituberá Capacita Técnicos da EBDA
  • Em: 02/05/2013 03:50:17
  • Seagri inicia série de seminários em Teixeira de Freitas
  • Em: 02/05/2013 03:47:45
  • PRODEBON é lançado em Valença
  • Em: 02/05/2013 03:45:43
  • Agro Ituberá celebra missa de ação de graças pelos 39 anos
  •  
    Notícias
    Seagri inicia série de seminários em Teixeira de Freitas
     

    (Teixeira de Freitas/BA)

    Com a realização do primeiro Seminário Câmaras Setoriais da Agropecuária Baiana e Crédito Assistido, na manhã de quarta-feira (17), em Teixeira de Freitas, a Secretaria da Agricultura da Bahia (Seagri) inicia uma série de 150 eventos que serão realizados até o fim de 2014, com o objetivo de discutir, avaliar e definir estratégias para o desenvolvimento da agropecuária. O direcionamento, orientação e acompanhamento do Crédito Assistido, através da assistência técnica, será um dos pontos importantes discutidos nos seminários.

    Ao abrir o evento, o secretário estadual da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles destacou a importância das cadeias produtivas para o desenvolvimento da agropecuária na Bahia. “Ao assumir o comando da Seagri, percebi a necessidade de criarmos espaços de diálogo com todos os elos da cadeia produtiva para evitar que as decisões pontuadas no planejamento não fossem desconsideradas, independente do gestor que esteja à frente da Seagri. Criamos 22 câmaras setoriais de cadeias produtivas consideradas estratégicas e o planejamento elaborado para 20 anos não é do governo, mas da sociedade”, destacou.

    Salles ainda pontuou que o Crédito Assistido deve ser discutido com os produtores, pois dos 665 mil agricultores familiares baianos, 200 mil deles estavam inadimplentes em 2008. “Nosso objetivo é estruturar o acesso ao crédito para as diversas cadeias produtivas. Não queremos que essa situação de inadimplência continue, por isso vamos, com os bancos, direcionar, orientar e acompanhar o crédito”, disse.

    O prefeito de Teixeira de Freitas, João Bosco, ressaltou o papel social que as instituições financeiras têm. “Os bancos sabem que precisam ajudar o produtor rural a melhorar sua vida, não apenas cobrar os financiamentos, mas prestar apoio técnico. Acredito que a articulação do governo, com as instituições financeiras, com a parte técnica, agricultor e produtor é o que promove o desenvolvimento sustentável”, afirmou.

    Também estava presente o superintendente de Desenvolvimento Agropecuário da Seagri, Raimundo Sampaio; o secretário municipal de Agricultura de Teixeira de Freitas, José Henrique; o sub-gerente de extensão da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), Carlos Guilherme; o secretário executivo da Câmara Setorial da Borracha Natural, Jan Pryl, representantes do Sebrae, de associações, cooperativas, sindicatos e dos gerentes do Banco do Nordeste.

    Os participantes do seminário assistiram, durante a manhã, palestra sobre o Programa Crédito Assistido e participaram de grupos de trabalho por cadeia produtiva (Borracha, Leite e Mandioca). Durante a tarde houveram mesas redondas e debates com destaque para o Programa Prodebon; viabilidade econômica para o cultivo da seringueira; linhas de crédito: Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e Programa de Financiamento à Conservação e Controle do Meio Ambiente (FNE Verde) e apresentação do Projeto Reniva – Rede de multiplicação e distribuição de manivas-semente de mandioca com qualidade genética e fitossanitária, apoiada pela assistência técnica na transferência de tecnologias.

    PRODEBON
    O Programa de Desenvolvimento do Setor da Borracha Natural do Estado da Bahia (Prodebon), lançado em agosto de 2012, em Valença, tem o objetivo de sair da produção de 17,2 toneladas/ano para 146 mil toneladas; de 32.314 hectares plantados para mais 100 mil hectares com variedades melhoradas de seringueira nos próximos 20 anos; ampliar de 6,5 mil empregos para 34 mil, aumentar a produtividade de 800 kg/hectare para 1.460 kg/hectare.
    Além disso, pretende eliminar a importação de borracha seca, que hoje representa 70% do consumo interno; aumentar a renda oriunda da produção dos atuais R$ 102 milhões/ano, para R$ 865 milhões/ano; ampliar a arrecadação de ICMS de R$ 18 milhões /ano, para R$ 163 milhões/ano, e chegar ao ano de 2040 com a Bahia autossuficiente na produção de borracha natural.

    Fonte: Imprensa Seagri
    Jornalista: Lívia Lemos/DRT 3461
    Contato: (71) 3115-2794

     
     
    Publicado em 02/05/2013 03:50:17 2647 visualizações
    Por: ASCOM - Assessoria de Comunicação
     
    Nenhum comentário. Seja o primeiro.
    Deixe seu comentário:
    Os comentários deste site são moderados.
    *Não serão aceitos comentários anônimos, ofensivos ou contendo palavrões.
    Obs: comentários dos leitores não refletem as opiniões do deste site.
     
    Nome: E-mail:
    Comentário:
     
     
     
     
           
      agroitubera@agroitubera.com.br
    INÍCIO EMPRESA PRODUTO BORRACHA NATURAL CERTIFICAÇÕES INFORMATIVO LOCALIZAÇÃO ATENDIMENTO
      BORRACHA COM SUSTENTABILIDADE
    Copyright © 2003 - 2019 . Todos os Direitos Reservados . AGRO INDUSTRIAL ITUBERÁ LTDA.
    Proibida cópia total ou parcial deste site sem expressa autorização.